Criação de peixes: qual a margem de lucro?

Criação de peixes

A aquicultura é o ramo da zootecnia que estuda e desenvolve técnicas de reprodução e cultivo de organismos aquáticos, como peixes, moluscos, algas, crustáceos, anfíbios, répteis e plantas aquáticas, para fins variados. Uma de suas vertentes é a piscicultura, voltada apenas para criação de peixe, onde o objetivo principal é a comercialização de pescado, incluindo seus ovos, como recurso alimentício.

criação de peixe cresceu muito nos últimos anos e, atualmente, movimenta uma parte importante da economia brasileira. Graças ao extenso território litorâneo do Brasil, além da enorme produção local, o país se tornou um dos que mais consome peixe no mundo.

Mas como funciona a criação de peixe e qual a margem de lucro? Isso é algo que explicaremos no decorrer deste artigo, além de apresentar os tipos de criação de peixe em açudes e em tanques escavados e elevados, e a criação do peixe tilápia, uma das principais espécies do ramo.

Como funciona a criação de peixes?

Na piscicultura, a criação dos peixes é monitorada para que seja possível atingir a alta produção com qualidade. É por isso que na criação de peixes as espécies são totalmente controladas, desde o início da vida até o momento em que atingem a condição ideal para consumo, com o uso de ferramentas, substâncias específicas e acompanhamento periódico para estimular o crescimento saudável dos animais.

Assim, para que a criação de peixe seja um sucesso, é necessário o controle de fatores biológicos, onde principalmente a água deve ser observada em termos de quantidade e qualidade, mas também o solo, a topografia do terreno em que o projeto será implementado e os fatores climáticos.

Outro ponto primordial é a infraestrutura onde será a criação de peixe. Diversos fatores do local devem ser considerados e analisados antes de sua implantação. Porém, a piscicultura pode ser implementada em diferentes lugares, como mar, represas, lagos artificiais e viveiros. Mas os tipos de infraestruturas para a criação de peixe mais comuns são em açudes, tanques escavados e tanques elevados.

Criação de açudes

Criação de peixes em açudes

Os açudes são reservatórios de água construídos aproveitando o desenho do terreno para acumular água das chuvas ou escoadas de nascentes. Esse tipo de construção é muito usado para acumular água para os bovinos. Com o decorrer do tempo, passou a ser aproveitado para a criação de peixes também. Atualmente, a criação de peixes em açudes é muito utilizada em terrenos em que a topografia favoreça a construção a um custo mais baixo.

+ LEIA MAIS: qual o preço do m² de lona para lago?

Porém, esse tipo de criação de peixes não tem a preparação de solo adequada, assim a perda de água e a contaminação do solo e da criação pode ocorrer e o piscicultor enfrenta diversas dificuldades para que possa sempre manter a capacidade segura de produção, já que diversos fatores podem comprometer a qualidade da água, como a quantidade de ração que pode ser aplicada diariamente e o nível de oxigênio, comprometendo o crescimento dos peixes e afetando a produtividade.

Criação em tanque escavado

Criação de peixe em tanque escavado

Os tanques escavados se assemelharam aos açudes já que são reservatórios construídos no solo, mas a grande diferença é que o solo necessita de uma cobertura impermeabilizante. As geomembranas são as melhores soluções para criação de peixe em tanque escavado, já que criam uma barreira protetora, evitando que a água se perca, ao mesmo tempo em que protegem a criação de possíveis contaminações do solo.

+ LEIA MAIS: Conheça a melhor lona para tanque de peixe

Dessa forma, além de aumentar a produtividade, o piscicultor tem mais facilidade na hora de realizar a manutenção da água e o controle de temperatura. Outra característica positiva é a fácil manutenção deste tipo de criação. Além disso, a geomembrana ajuda a reproduzir o ambiente natural dos peixes e facilita a higienização do tanque escavado.

Criação em tanque elevado

Criação de peixe em tanque elevado

Outra opção que vem sendo muito utilizada é o tanque elevado, também conhecido como tanque suspenso ou tanque australiano, que como o nome sugere são estruturas montadas acima do solo. A estrutura da criação de peixe em tanque elevado também é revestida com geomembranas, semelhante a um aquário gigante, que pode ser utilizado em todos os tamanhos de áreas, apresentando grandes vantagens sobre a criação de peixes em açude e em tanques escavados.

Seu grande destaque é o fato de que esse tipo de criação é capaz de comportar mais organismos que outros modelos, onde é possível aplicar a piscicultura intensiva. Para saber mais sobre esse modelo de alta produtividade, é só clicar aqui.

Entre seus principais benefícios, tem-se o menor risco à saúde da criação de peixe, já que sua estrutura evita que possíveis elementos contaminantes entrem em contato com a água. Dessa forma fica mais fácil evitar riscos sanitários e garantir maior segurança, tanto para criação quanto para o consumo, elevando a qualidade do produto final.

Além disso, por ser suspenso, o manejo da criação de peixe é facilitado e também a visualização do confinamento, sendo mais prático controlar fatores como a qualidade d’agua e a temperatura.

Criação de peixe: tilápia

A tilápia é a espécie mais presente na criação de peixes. O anuário 2022 da Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR) confirmou a novamente a criação de peixe tilápia como a principal espécie, tornando o Brasil seu quarto maior produtor mundial.

Foram 534.005 mil toneladas produzidas, um salto de 9,8% em relação a 2020 (486.255t). A espécie representou 63,5% da criação de peixes como um todo, comprovando sua viabilidade para as condições do país. Já os peixes nativos, liderados pelo tambaqui, participam com 31,2%, e outras espécies têm 5,3%.

Na piscicultura, a tilápia está em todo Brasil, mas preferencialmente nos estados do Sul e do Sudeste, enquanto os peixes nativos estão principalmente na região Norte. Nesse processo, o pangasius, que chegou recentemente ao Brasil, encontra abrigo especialmente nos estados da região Nordeste.

Margem de lucro na criação de peixe

Se a sua dúvida é sobre a margem de lucro na criação de peixe, além de reforçar que a atividade é uma crescente no Brasil, selecionamos uma pesquisa feita pela Embrapa Pesca e Aquicultura.

O estudo, apresentado durante a Agrotins 2020, a primeira grande feira agrotecnológica do país em formato totalmente digital, foi realizado junto a pequenos piscicultores do Parque Aquícola Brejinho II, em Brejinho de Nazaré-TO. Os números apresentados na criação de peixes foram promissores, com foco para a tilápia: em sete meses de acompanhamento, o desenvolvimento dos peixes foi acima do esperado e a avaliação econômica também foi positiva, com margem de lucro podendo chegar a 37%, dependendo do preço de venda.

+ LEIA MAIS: quanto tempo dura uma lona geomembrana?

Além disso, as exportações da piscicultura nacional cresceram 119% em valor no primeiro trimestre de 2022, comparadas ao primeiro trimestre de 2021, atingindo US$ 7 milhões. O país que mais importou foi o Estados Unidos, garantindo 78% das exportações brasileiras da piscicultura, de acordo com dados de um levantamento feito pela EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Pesca e Aquicultura). Isso deixa claro que a piscicultura representa mais uma proteína animal que coloca o Brasil no mapa da produção global.

Mas um passo importante para a criação de peixes em alta produtividade, como nos tanques escavados e elevados, é a escolha de uma geomembrana de qualidade. Por isso, apresentamos a TechGround, marca de referência no mercado de geossintéticos.

Conheça a TechGround

TechGround conta com várias opções de geomembranas para a criação de peixe. Elas são compostas de materiais geossintéticos, produzidos através do Polietileno (um polímero termoplástico), que garante um sistema eficaz de impermeabilização.

Todos os produtos seguem as recomendações internacionais GRI GM-13 e GM-17. Eles certificam que os produtos contam com maior resistência aos raios UV, oferecem melhor performance e uma vida útil maior. Para isso, são utilizadas matérias-primas virgens da mais alta qualidade e aditivação correta de negro de fumo, antioxidantes e termoestabilizantes.

+ LEIA MAIS: Quais as vantagens da geomembrana para o seu negócio?

Por fim, todas as linhas de geomembranas para a criação de peixe da TechGround são atóxicas e testadas em laboratório próprio. Por isso, são consideradas soluções ideais para barreira impermeabilizante em reservatórios de água para criação de peixes e de contenção de resíduos.

Banner TechGround

Gostaria de investir nesse ramo que só cresce?

Contamos com uma equipe técnica especializada para ajudar a planejar sua obra, além de tirar todas suas dúvidas sobre as geomembranas para a criação de peixe. Fale com nosso time!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Depto Comercial – SP/RJ/MT/MS

Depto Comercial – MG/ES/GO/DF + Sul

Depto Comercial – Norte e Nordeste

Trabalhe Conosco

Para acessar a página de downloads, preencha abaixo: